top of page
  • Foto do escritorAna Wey

A força de um Ironman

Atualizado: 7 de jan. de 2023

Dia 26 de junho, tive o prazer de fazer parte de uma experiência fenomenal, presenciei cerca de 3.000 atletas realizando o Ironman 20o edição - Frankfurt 2022.

O ato em si, com seus 3.860 metros de natação, 180.25 km de ciclismo e 42.2 km de corrida, deixaria qualquer um atônito, afinal realizar essa proeza em 7 horas (se for um atleta profissional) e em cerca de 13/14 (se for um bom atleta amador) não é para principiantes do triatlo.


Tornar-se um ironman exige um preparo físico invejável. Dedicação sistemática e continua aos treinos, que podem durar de 6 à 9 meses. Resistência física e sobretudo uma mente controlada para suportar pressão e estresse; tanto físico quanto mental.


Um atleta ao longo de uma prova como essa, tem seus níveis de glicogênio, aminoácidos e triglídeos esgotados. Ao final da prova, poderá parecer 20 anos mais velho e seu sistema imunológico fica bastante comprometido.

Mas como é que se termina uma prova dessas?


Alimentação adequada, condicionamento físico e descanso são fundamentais para se chegar lá, assim como considerar as condições climáticas combinadas com seu biótipo e o tipo de circuito.


Ou seja, você precisa conhecer como seu corpo reage, para poder fazer as adequações necessárias ao longo da prova.


Seu ritmo deve ser determinado também por suas habilidades, por exemplo, se você for um excelente ciclista, poderá ter uma performance melhor nessa modalidade, mas se decidir acelerar demais, poderá faltar energia para a corrida.

Portanto, ser um bom estrategista será fundamental!


Somado a isso, os atletas terão que lidar com imprevistos que o testarão ainda mais, como pneus furados (que muitas vezes são trocados pelos próprios atletas ao longo da competição), enjoos e/ou diarreia (por conta da alimentação que fornece carboidratos em gel), vômitos (em decorrência do esforço intenso) além de acidentes como quedas e trombadas.


Unanimemente, dizem os atletas, que terminar uma prova dessas depende também, do suporte que ganham. Receber aplausos, copo com água fresca ou uma palavra de incentivo, fornece energiaextra.



Alexandre cruzando a linha de chegada


No Ironman de Frankfurt, tive o privilégio, juntamente com meus filhos, de fazer parte do público que esperava os atletas cruzarem a linha de chegada (apenas 1/3 dos competidores realizaram esse feito). Presenciamos os atletas amadores serem ovacionados com alegria, entusiasmo e reconhecimento por seus esforços.

Vimos cruzar a linha de chegada: mulheres, jovens, senhores idosos, deficientes físicos; enfim, todo tipo de atleta, em uma multiplicidade de biótipos, idades e experiências.

Por se tratar de uma prova conhecida por ter um circuito bastante difícil no ciclismo, confesso que imaginei ver muito mais jovens cruzando a linha de chegada; no entanto o que estava ali presente, era o espírito jovem e não somente jovens atleta.

Quando meu marido, cruzou a linha de chegada, pude ver em seu rosto a felicidade de realizar, após 3 anos de abstinência devido à pandemia, mais um Ironman.

Confesso que ele parecia ter tomado a pílula da juventude, apesar do intenso cansaço.

Mas, afinal o que motiva esses atletas a praticarem um esporte de tão alta intensidade e desgaste?

A busca pelo novo, por mais uma experiência desafiadora, em que você só quer desafiar a si mesmo e cruzar a tão sonhada linha de chegada é o fator motivacional desses atletas de ferro e não se tornar Jan Frodeno.


Mas porque nadar, pedalar e correr distâncias tão longas?


Por que voar, meus caros amigos, a mente de todos eles já sabe... Afinal, para um ironmam, anything is possible!



 

Ana Wey, mudou-se para Bangkok com o marido e os filhos em agosto de 2019 depois de passar uns anos no Vietnã. Ana tem pós graduação em Educação Infantil e atualmente cursa MBA em Educação. Ela é especializada na alfabetização da Língua Portuguesa para crianças e adultos.

Além disso tem como paixão a culinária, a leitura e uma sede de aprender coisas novas que a faz estar sempre em busca de novos desafios.


Membro da BTCC Social desde 2020



17 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page